A construção exponencial das marcas através da voz do consumidor

Rodrigo de Azambuja Brod1
André Arnt2 
Revista Destaques Acadêmicos, vol. 3, n. 4 (2011). 


Acho que um dos primeiros passos que dei no sentido de ir abandonando minha formação original e o meu ofício como publicitário foi realizar a especialização em Gestão de Marcas que a Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC/RS) oferecia. Ainda que este artigo ainda verse muito sobre comunicação, nessa época eu já vinha me enveredando profissionalmente para me dedicar ao desenho de identidades visuais. Foi justamente essa especialização que me habilitou inicialmente para iniciar minha atuação como professor do curso de Design do então Centro Universitário UNIVATES. 

1 Especialista em Gestão de Marcas pela Universidade de Santa Cruz do Sul, Unisc. Graduado em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, ESPM-SP. Endereço eletrônico: rodrigobrod[at]gmail.com


2 Professor orientador. Especialista em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, ESPM-RS, e graduado em Administração pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, UNIJUÍ. Endereço eletrônico: andre[at]coletivaeac.com.br






Resumo ¶ O presente artigo busca analisar como as estratégias de gestão de marcas podem ampliar formatos de conexão com seus consumidores, além de avaliar como esses consumidores interagem com a informação disponibilizada por meio dos canais oficiais das marcas, em comparação com a informação obtida em suas redes de relacionamento. A problemática que norteia esta pesquisa é a influência da comunicação gerada pelos consumidores na construção das marcas, ampliada pelo poder disseminador da internet. A relevância do tema reside na crítica aos processos estanques utilizados pelas empresas para a construção de suas marcas, em contraponto à rapidez e à efemeridade de um mundo hipermoderno, marcado pela mudança e pela imprevisibilidade. Para tanto, partiu-se da análise documental de cases de marcas, pesquisas sobre o comportamento do consumidor e aplicação de um roteiro de pesquisa qualitativa em uma amostra de dez pessoas, residentes em centros urbanos, sobre seu universo de marcas, suas relações e experiências com elas. O estudo permitiu desenvolver uma série de inferências e impressões sobre as estratégias de gestão de marca, bem como apresentar um entendimento atual sobre o consumidor, que deixa de se apresentar como alvo, para ser um elemento ativo e imprescindível na construção de marcas.  Palavras-chave: Gestão de marcas. Comportamento do consumidor. Hipermodernidade. Redes sociais. Comunicação exponencial.  

 Texto na íntegra